Obra inédita de Mozart e Salieri é tocada pela primeira vez

Peça foi identificada recentemente como escrita a seis mãos pelo Mozart e Salieri, além  de um compositor desconhecido.

Achar uma peça musical de Mozart perdida por mais de 200 anos já é sensacional, imagina então descobrir que foi composta por Mozart e Salieiri! A questão é que hoje tudo mundo vê o Salieri como rival invejoso de Mozart. Visão promovida por Hollywood e isso está longe de ser real.

Eu já tinha escrito neste outro post sobre a morte de Mozart que ele tinha uma boa relação com Salieri e ao contrário do que mostra o filme Amadeus dos anos 80, a amizade era recíproca.

Mesmo assim, o filme Amadeus esta primeiro na recomendação de filmes com tema de música clássica que fizemos aqui no blog.

Falando da obra, ela é uma cantata de quatro minutos encontrada nos arquivos do Museu da Música em Praga no final do ano passado e que fora composta em 1785.

O trabalho é “chave para um novo entendimento da relação entre Mozart e Salieri“.

“Sabemos a história do filme Amadeus, e é falsa. Salieri não envenenou Mozart, ambos trabalharam em Viena e eram rivais”, diz Ulrich Leisinger, do Instituto Mozart de Salzburgo.

A obra é uma cantata que se chama “Per la ricuperata salute di Ophelia” que se traduz como “Pela saúde restaurada de Ofélia”

A obra teria sido escrita para celebrar a recuperação da soprano inglesa Nancy Storace.

O original do museu foi estudado e não há dúvidas da sua autenticidade.

Este tipo de peças originais são descobertas de tempos em tempos. Aparecem no porão de alguém como no caso de um original de Beethoven.

Várias peças de Mozart foram redescobertas no passado recente – muitas deles teriam sido escritas por ele ainda na adolescência. Mas nenhuma que já fora descoberta ou que venha a ser descoberta teria tanta transcendência como esta, escrita por Mozart e Salieri, já que finalmente define qual era a verdadeira relação entre estes dois grande compositores.

Vi isto aqui.