carla

A aria de Olympia com Carla Maffioletti

Tudo mundo viu na Globo aquele dia que Carla Maffioletti cantou a aria de Olympia no concerto com André Rieu. Como sempre, vamos contar um pouco da história dessa peça e também da intérprete.

Para começar a comentar, esta aria não se chama “Olympia” mas é conhecida com esse nome. Olympia é o nome da protagonista que canta essa aria. O nome real é “Les oiseaux dans la charmille” (os pássaros no gazebo) e é uma canção amor. Mas claro, é mais simples chamar de aria de Olympia.

Olympia canta esta peça durante o primeiro ato da ópera “Les Contes d’Hoffmann” que foi posta em cena por primeira vez em 1881, porém a ideia e o libreto tinham nascido quase 25 anos antes.

Primeiro Ato

Olympia não é uma mulher, é na verdade um autômata inventada por Spalanzani. O inventor gastou muito tempo e dinheiro na sua criação e por isto convocou todas as pessoas que ele conhecia para uma festa na qual ele acreditava que iria atrair um comprador, ou pelo menos uma forma de lucrar com Olympia.

Hoffmann é o primeiro a chegar na festa e ao ver a Olympia fica perdidamente apaixonado. A pesar dos esforços do seu amigo Nicklausse em tentar explicar que Olympia não era uma mulher, Hoffmann mesmo assim continua apaixonado. O que Nicklausse não sabia é que Coppelius, um cientista maluco, tinha vendido para Hoffmann uns óculos mágicos. Com aqueles óculos Hoffmann via Olympia como humana.

Coppelius e Spalanzani começam a discutir sobre como dividir os ganhos. Nesse momento Olympia se posiciona no meio de todos e começa a cantar a famosa aria. Mesmo precisando de “corda” constantemente para poder continuar cantando, Hoffmann parece não perceber.

Carla Maffioletti

Nascida em Porto Alegre,Brasil, Carla Maffioletti possui nacionalidades brasileira e italiana. Ela começou sua carreira de cantora, sob a orientação da renomada cantora lírica Neyde Thomas e graduou-se em violão clássico na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS ), Brasil. Com 15 anos de idade Carla viajava em turnê pelo Brasil e América do Sul com o pioneiro conjunto de violões Camerata Consort. De 1998 a 2000 estudou ópera e Música de Câmara com a professora Mya Besselink no Conservatório de Maastricht, na Holanda, onde vive desde então. Nos últimos anos esteve sob a orientação da famosa soprano americana Reri Grist, depois de uma participação bem sucedida no festival Münchner Singschule Festival, em Munique, Alemanha no verão de 2000.

Desde 2002, ela é solista do famoso violinista André Rieu e sua Orquestra Johan Strauss, executando memoráveis interpretações de árias de ópera e operetta como Olympia ( a boneca em Contos de Hoffmann, Adele (O Morcego)), Sylvia (A Princesa das Csárdás)), Gretel (João e Maria), entre outros. Com o André Rieu, Carla viajou em concertos pelo o mundo e cantou em lugares como o Radio City Hall (Nova York), Waldbühne (Berlim), Palácio Shönbrunn (Viena), Praça Vrijthof (Maastricht) Olympic Park (Seoul) e Fórum Internacional (Tóquio ) e Centro de Roger (Toronto), e gravou inúmeros CDs e DVDs que muitas vezes são transmitidos por canais de TV mais importantes em vários países.

Fontes: https://www.wikiwand.com/en/The_Tales_of_Hoffmann
https://www.thoughtco.com/les-oiseaux-dans-la-charmille-724053
https://www.wikiwand.com/pt/Carla_Maffioletti

Se você gostou desse post deixe seu comentário abaixo ou compartilhe. Nos ajude a divulgar a Cultura Clássica.